COMISSÃO NACIONAL DOS DETETIVES VISITA SENADORES EM BRASILIA PARA PEDIR APOIO AO PLC 106/14 DE REGULAMENTAÇÃO DA PROFISSÃO

foto10-800x600.jpg

A Comissão Nacional dos Detetives Particulares do Brasil esteve reunida em Brasília nos últimos dias 30/06 (terça feira) e 01/07 (quarta feira) para buscar apoio político na aprovação do PLC 106/14  que visa regulamentar a profissão de detetive particular em todo território nacional.

Estiveram presentes detetives de vários estados, entre eles, Itacir Flores – presidente da comissão, Henrique Vargas – vice presidente, e Fabiana Lemos – secretária da comissão, ambos do Rio Grande do Sul; Representando o Estado do Rio de Janeiro, o detetive Luiz Gomes – presidente da ANADIP DO BRASIL; Representando o Estado de São Paulo, os detetives Mario Rodolfo, Will Verum, Décio Freitas e Robson Jorge; Representando o Estado do Maranhão, a detetive Socorro Amaral; Representando o Estado de Pernambuco, o detetive  Clóvis; E representando o Distrito Federal, os detetives Arnold e Alessandro Noronha.

Durante a visita ao Senado, a comissão dos detetives objetivou apresentar aos senadores um relatório sobre o histórico da profissão e da atuação dos detetives particulares. No total foram visitados 82 gabinetes de senadores.

A comissão também foi recebida pelo assessor da Presidência da República, Deputado Chiquinho Escórcio, que recebeu a comissão com muito carinho, dando total atenção, e pelo Senador Edson Lobão, que a pedido do Deputado Chiquinho Escórcio, recebeu a comissão dos detetives em seu gabinete. O Senador Edson Lobão é o atual presidente da comissão de assuntos sociais, que irá dar o parecer sobre a regulamentação da profissão de detetive particular. Segundo o mesmo, o parecer será favorável a regulamentação, devido a importância da categoria para a sociedade e governo.

A comissão dos detetives também foi recebida pelo Senador Humberto Costa, atual relator do projeto, que mais uma vez se comprometeu em trabalhar para a aprovação do mesmo. O que já vem sendo feito desde o início.

Mais uma vez, a comissão dos detetives e a ANADIP DO BRASIL se fazem presente na representação da classe dos detetives.

Juntos Somos Fortes!

scroll to top